Sexo, amor.
outubro 26, 2018
A tal da estabilidade (felicidade).
dezembro 6, 2018

Relevante.

Adotei no inicio do ano em dar preferência na minha vida somente as situações relevantes e que diziam respeito a responsabilidades e agenda, e mesmo assim revisando essas duas ao máximo separando o joio do trigo, para ter espaço suficiente na minha cabeça para poder me dedicar a projetos mais interessantes como escrever ou o que quer que me desse na telha.

É um processo, vim fazendo devagar, tirando coisas desnecessárias, deixando de fazer outras que não tinham a menor importância, me afastando de pessoas que não sabem trocar e que não me acrescentavam nada, Essa questão das pessoas é mais delicada pois envolve emoções, sentimentos e amor. Mas rastreando direito você percebe pela aproximação quem realmente presta.

Quanta coisa dispensável e supérflua eu fazia. Resumindo eu dei uma enxugada em todos sentidos e não é que funciona. A primeira coisa a ser feita é sair do modo automático. Saindo do modo automático comecei a observar meus atos e atitudes desde a hora que eu me levantava até a hora de deitar. Se você estiver no modo automático você não vai conseguir enxergar.

Por fim, começou sobrar tempo, dinheiro e paciência para quem eu devia efetivamente me relacionar. É uma mudança grande e tem que ter decisão e determinação pra chegar lá. Eliminado o lixo e o peso, sua vida torna a ter valor e alegria.

Chegando ao fim do ano sei que fiz o certo, ninguém percebe quanta irrelevância nos cerca. 2019 chegando recomendo a todos que parem um pouco, respirem e pensem. Sua vida vai melhorar.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>