Incomível.
outubro 14, 2020
A loja que aluga pneus (A mais lida do Blog)
dezembro 21, 2020

O ente digital.

O ente digital só digita, não fala nem conversa no celular. Ele não sabe o que é um telefone fixo. Alguns tem tablet mas não usam e outros tem vídeo game, mas se puder jogam mesmo no celular. O celular  é o centro do mundo e conta com dezenas de apps. instalados. Apps que você nem tem idéia que existam. Tem uns dois corretores de imagem e nenhuma selfie é postada sem antes passar pelo filtro. Não usa e-mail nem Facebook, mas compra muito no Instagram e compartilha bastante no Tik-Tok. Trabalham sem parar e geralmente ficam na frente de duas telas entre 12 a 14 horas por dia. A vida é corrida. Companheiros, familiares e amigos só pelo WhatsApp. Pensam diferente, vivem diferente e dominam a tecnologia com muita facilidade, como se estivessem bebendo um copo d’água. Tudo é comprado pelos aplicativos de entrega, supermercado, drogaria, comida e muito mais. Quando saem já pedem o Uber ainda dentro de casa. Não sentem cansaço e com olhos grudados na telinha leem as letras diminutas sem pestanejar. Como já nasceram cercados de PCs e máquinas, acreditam que antes deles nada existia. Cinema não rola mais e só ficam nos seriados. TV, rádio, jornal, DVD, telefone fixo e orelhão são peças de museu. A dependência de wi-fi, 4G, 5G e energia elétrica é sufocante. Ai se um bar, uma sala de espera ou um local qualquer não tenha wi-fi. Que não aconteça nunca de faltar energia como aconteceu no longínquo Amapá que ficou 21 dias sem luz. Eu que passei por um bom detox digital consegui diminuir bastante minha permanência em celular, redes sociais e bate papos. Para eles não existe isso; eles querem é mais.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>