Até o próximo beijo.
junho 21, 2017
Hibernação sexual.
julho 6, 2017

Café e Vinho.

Não sei o que aconteceu pós internet. Esses dois aí acima, do título da crônica, tomaram uma dimensão incomensurável. Sempre muito apreciados desde os tempos mais remotos, se transformaram nos heróis da web e das mesas.

Nunca se bebeu tanto café e vinho na humanidade, como se bebe hoje, ou pelo menos nunca se propagou tanto o consumo pela web.

O café remonta do século IX na África e é preferência mundial, seu nome é sinônimo da primeira refeição do dia, onde pode ir de um simples café até uma centena de guloseimas como no “Café Colonial’, servido em Gramado, sul do Brasil.

Já a origem do vinho se confunde com a própria criação da humanidade, permeando a evolução sócio cultural e econômica das cidades, foi visto na Santa Ceia e em milhões de outras aparições ao longo dos séculos.

Já nem sei mais se é marketing, se são inserções de memes que acabam viralizando ou se o consumo cresceu.

Começamos de manhã com o café, vamos tomando durante todo o dia, e quando paramos no início da noite, está na hora de começar com o vinho que perdura por toda noite e madrugada. Sai um e entra outro…

No diminutivo é tudo de bom, um cafezinho ou uma tacinha de vinho são insubstituíveis.

A paquera e o cortejo continuam, amiga virtual que quer se tornar real está em dúvida se convida para um café ou para um vinho. Dúvida atroz, cruel e saudável. Mas sua dúvida foi sanada, um café foi marcado no fim da tarde seguido de um vinho no inicio da noite…

Tim-Tim…

Facebook Comments

2 Comentários

  1. I could not resist commenting. Perfectly written!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>