Ninguém me quer.
junho 4, 2015
Homem da madrugada 2
julho 2, 2015

Bom dia = Eu te amo

O negócio é o seguinte, ouvi dizer que a mulherada anda tão carente que qualquer ‘Bom dia’ que elas recebam de um homem significa estar ouvindo ‘Eu te amo’.

 

Como eram três amigas conscientes, assuntadas e ‘in’ que estavam conversando, resolvi ir mais a fundo. Estiquei meu ouvido e perguntei bem alto: Como é que é? Heiinnn? As três me olharam com cara de paisagem surrealista como se eu estivesse desassociado da realidade.

 

Antes dos esclarecimentos, pensei assim: ‘Agora vou ter que diminuir o número de bom-dias que dou diariamente, vou ter que me policiar intensamente. Boa tarde, na sequência, seria um beijo demorado na boca e boa noite, então, nem se fala, é cama direto.’

 

Nem consegui responder e uma delas foi rápida no gatilho, disparando: ‘Depois que me separei não dependo mais de homem nenhum para ter prazer. E aconselho todas as minhas amigas a fazerem isto. Porque a pior coisa é querer e não ter’. A situação de desentendimentos esta muito difícil mesmo, e a carência é enorme.

 

A segunda falou: ‘Eu estou casada, mas não consigo mais transar com meu marido. O porteiro novo do meu prédio me deu ‘boa noite’ ontem e meus olhinhos começaram a girar. Engoli em seco e entrei no elevador. Mas não vou me separar, vou ver até onde consigo levar esta situação. Se amor é liberdade, eu não preciso transar com meu marido três vezes por dia, mas também não transar nenhuma vez, nenhum dia, é pedir muito’. A terceira amiga nem se pronunciou.

 

Tive que ir embora. Saí quietinho pela tangente e balbuciei um tímido tchau.

 

Nem quis saber de dar um sonoro ‘BOA NOITE!’

 

 

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>