janeiro 30, 2016

A secura, o K-Y e NY.

Aquele final de feira que foi o término do  nosso relacionamento de quatro anos e meio ainda rendeu alguns frutos. Um desses frutos foi uma viagem que fizemos, no Carnaval de 2014, para Nova York. Favas contadas, ciente do estado das coisas, eu terminava o namoro, mas ela não cedia nem se abalava, sua autossuficiência era […]
janeiro 28, 2016

3 noites de amor.

A imersão foi total, como que se atraídos magneticamente. As aproximações não paravam de acontecer, entremeadas por pequenas conversas e goles de espumante rosé, voltávamos a nos beijar e carícias não eram poupadas.   Todos os cômodos do apartamento foram fartamente utilizados. O amor e suas sensações ocupavam seus grandes espaços, que se tornavam pequenos para […]
janeiro 26, 2016

Casal 2a divisão.

    Este é o casal 2ª divisão, pois os dois são Vasco da Gama. Mas em outras categorias também frequentam a 2ª e a 3ª divisão, como vamos ver abaixo.   Ela uma pessoa com credibilidade ZERO, que veio de uma família disfuncional. Seu passado condena, mas nada fez para melhorar, chafurda e se balança […]
janeiro 21, 2016

O trato.

    Mas poderia ser ‘O contrato’ porque era tudo verbal e as partes cumpriam direitinho. Ai dele se saísse fora uma vírgula do combinado! Logo ele, que nessa negociação tinha a faca, o queijo e tudo o mais na mão, principalmente o dinheiro, que era a sua única moeda (literalmente) de troca no trato.   […]
janeiro 14, 2016

A Pinóquia cara de pau.

Ela é toda de madeira dura, rígida.   Sem redundância, é muito cara de pau, o nariz é muito grande e a toda hora tá crescendo, pois a toda hora tem mentira acontecendo – assim é a sua realidade. A mentira é uma compulsão e acompanha algumas pessoas até a morte. Só que mentira tem perna […]
janeiro 7, 2016

Bancando a alternativa.

Com ela era assim, tudo de primeira!   Pelo menos gostava de aparecer no social com um plus, ou transparecendo uma coisa que não era, mas não perdia a pose, mesmo que tivesse que fazer um empréstimo bancário para viver lá no alto, onde não podia é claro… queria mas não podia. E nas vacas magras, […]
//]]>